Blog

Tecnologia AMP: Otimização de sites para dispositivos móveis capa

Tecnologia AMP: Otimização de sites para dispositivos móveis

AMP é sigla para a expressão em inglês Accelerated Mobile Pages (Páginas Móveis Aceleradas), uma tecnologia do Google para carregar website rapidamente. Ela é fruto da AMP Project, iniciativa que reúne outras empresas do ramo da tecnologia como LinkedIn, Pinterest e Twitter. O objetivo é criar um padrão de páginas da web que podem ser abertas principalmente no smartphone de forma muito mais rápida que o comum, sem precisar de Internet mais veloz.

“Dentro de alguns meses, o motor de buscas do Google dividirá seu índice de buscas, criando, a longo prazo, um índice principal e exclusivo mobile. O índice desktop será mantido, mas não será tão atualizado quanto o índice móvel.”

Essa notícia foi informada no Pubcon em Outubro de 2016 durante um discurso de Gary Illyes, Webmaster Trends Analysis do Google. Em sua palestra, Illyes não detalhou um cronograma, porém confirmou que isso aconteceria dentro de alguns “meses”.

Bem, 5 meses após a notícia ser veiculada, vemos que o Google já iniciou esse processo e as páginas AMP estão recebendo uma atenção especial durante as buscas.

Porém, ainda são poucos os sites compatíveis com a tecnologia. Entre os veículos de comunicação que apoiam o projeto estão o Washington Post, a Time, o New York Times e o Wall Street Journal. A sigla AMP que aparece nos resultados de busca do Google indicam quais páginas carregam rapidamente, incluindo alguns links de matérias do TechTudo e alguns outros sites brasileiros.

AMP carrega páginas da web rapidamente (Foto: Reprodução/Google)

AMP carrega páginas da web rapidamente (Foto: Reprodução/Google)

A ideia é simples: se houver a AMP abaixo do título, o carregamento será bem mais ágil. A estimativa é que páginas compatíveis com a tecnologia abram com até 80% de mais velocidade.

Como a internet fica mais rápida?

Um projeto de código aberto, o AMP é uma tecnologia que manipula códigos HTML de páginas da internet para montar uma visualização rápida e leve. Há um modelo padrão com título, resumo, autor, texto e imagens que ajuda a acelerar o processo de carregamento, deixando de lado elementos desnecessários do site original.

Um link em AMP obtém rapidamente as informações do servidor que hospeda o conteúdo e permite que o usuário comece a ler antes do carregamento terminar. Entre outros fatores, a página acelera porque a interface já vem pré-montada, evitando processamento extra para carregar elementos imprevisíveis que vêm do site.

AMP funciona na web aberta que você já conhece (Foto: Reprodução/Google)

AMP funciona na web aberta que você já conhece (Foto: Reprodução/Google)

AMP Funciona no iPhone?

A AMP é uma tecnologia multiplataforma, e pode funcionar no iPhone por meio do Google Chrome, Firefox, Opera ou Safari. No Android, links com carregamento rápido funcionam tanto nos mesmos navegadores (com exceção do Safari) e no browser embutido no app de pesquisa do Google. Para abrir uma página via AMP, basta procurar pela sigla abaixo dos títulos nos resultados de uma busca.

AMP Funciona no PC?

A tecnologia de carregamento rápido foi pensada inicialmente para dispositivos móveis, mas também funciona no PC. Oficialmente, a AMP oferece suporte para qualquer sistema em que funcionam os navegadores Microsoft Edge, Chrome, Firefox, Opera e Safari, seja em computadores, celulares ou tablets. No entanto, links rápidos são, por enquanto, mais populares em páginas móveis.

Tem algo a ver com o Instant Articles do Facebook?

A AMP é diferente dos Instant Articles, mas tem semelhanças. Assim como a solução do Facebook, a iniciativa do Google permite carregar páginas rapidamente, com o mínimo de tempo de espera. No entanto, o carregamento acelerado do Google é de código aberto e visa atingir qualquer página da web, desde que seja rastreável pelo motor de busca e tenha, preferencialmente, versão móvel.

Qual a relevância do AMP para os sites de comércio eletrônico?

Com a mudança do algoritmo do Google, as buscas para dispositivos móveis não serão extraídas do conteúdo HTML da página desktop. Priorizar um conteúdo mais “limpo” e menos sobrecarregado para as páginas mobile: isso é algo definitivamente possível graças à AMP.

Sites mais rápidos e objetivos para que o consumidor tenha uma experiência ainda melhor carregando seu e-commerce a partir de um smartphone onde a velocidade da internet muitas vezes não é tão boa. AMP pode ter um impacto muito positivo principalmente para o Brasil onde as tecnologias de rede móveis demoram a chegar ou nem sempre são tão eficientes quanto se espera.

O site Ebay foi um dos primeiro a aderir a tecnologia AMP em seu e-commerce. Até julho de 2016 estima-se que mais de 8 milhões de páginas de produtos já estavam no formato AMP em sua plataforma.

Pesquisa eBay Shoes para observação das páginas utilizando tecnologia AMP em seu e-commerce

Clique na imagem acima ou digite ebay shoes na sua busca, lembre-se de acessar via celular para que esta tela apareça para você e abra também via Desktop para comparar as versões da loja.

Gostou da matéria? Compartilhe conosco suas dúvidas ou opiniões a respeito e não deixe de acompanhar nosso blog para ficar por dentro de mais assuntos como este.

Fonte: TechTudo \ ecommercebrasil

COMENTAR